5 dicas para aumentar a sua rede de contactos como um profissional!

Yasmin Belo-Osagie e Afua Osei são a dupla inspiradora que incentiva jovens mulheres africanas no seu caminho para o sucesso profissional. A sua organização, She Leads Africa, conta com mais de 30,000 membros em toda a África, e funciona como comunidade para mulheres empresárias que procuram aconselhamento e formação profissional. Autodenominadas introvertidas, Yasmin e Afua sabem a importância de superar os nervos e trabalhar uma rede de contactos como um profissional. Aqui estão as suas cinco dicas para ter sucesso no seu próximo evento profissional!

1. Venha com um plano. “Nunca terá a possibilidade de falar com todas as pessoas, por isso venha com uma lista clara de pessoas com as quais quer falar. Se a Afua e eu formos a uma conferência, levaremos uma lista de nomes e iremos priorizar essas pessoas que DEVEMOS conhecer vs. pessoas que seria bom contactarmos. Pesquisamos sempre alguns aspetos sobre a pessoa em questão, para que seja mais fácil começar uma conversa. É importante ser claro (se possível) sobre o porquê de estar a falar com alguém, já que o ajuda a conduzir a conversa na direção certa.”

2. Fique perto da mesa. “Se não se sente confortável a apresentar-se às pessoas, experimente ficar junto à mesa de aperitivos. A comida é sempre uma excelente forma de iniciar uma conversa. Se vir alguém a pegar naquele fantástico minicupcake que acabou de experimentar, aproxime-se e diga: “Esses cupcakes são absolutamente fantásticos. Vale a pena provar um. Ah... a propósito, chamo-me Yasmin. Gosto em conhecê-lo/a. Como se chama?” E voilá! Começou uma conversa de forma simples e descontraída.

3. Faça perguntas. “Muitas pessoas pensam que trabalhar uma rede de contactos tem tudo a ver com impressionar os outros com os seus incríveis feitos, mas é igualmente importante ouvir outras pessoas e tentar saber mais sobre elas. Uma vez, estava numa conferência e comecei uma conversa com uma homem que trabalhava principalmente na Europa, por isso não havia assim tanto em comum com a SLA, mas depois de falarmos alguns minutos, ele mencionou que a esposa fazia parte da direção de uma organização que estávamos a tentar contactar há imenso tempo! Se eu tivesse passado todo o tempo a falar sobre mim, poderia nunca ter descoberto esta fantástica ligação.”

"Muitas pessoas pensam que trabalhar uma rede de contactos tem tudo a ver com impressionar os outros com os seus incríveis feitos, mas é igualmente importante ouvir outras pessoas..."

4. Fale com o "número 2". “Esta é uma cena que estou sempre a ver em eventos: uma pessoa importante chega e todos se dirigem a ela. Essa pessoa fica confusa, um pouco desconfortável e não veem para as pessoas, apenas um conjunto de caras. Quando isto acontece NÃO SE JUNTE À CONFUSÃO. Este é um pequeno truque que aprendi: Procure as pessoas que chegaram com essa pessoa importante e fale com elas. Porquê? Porque essa pessoa será muuuuito mais acessível e poderão agendar uma reunião com a pessoa importante no futuro. Além disso, poderão ensinar-lhe umas coisas – afinal de contas, as pessoas inteligentes e bem-sucedidas tendem a rodear-se de pessoas inteligentes e bem-sucedidas.”

5. Seja mestre na arte do seguimento. “É importante pedir os cartões de contacto das pessoas, mas ainda mais importante dar seguimento. Alguns dias depois de um evento, envie um curto email às pessoas que conheceu. Assegure-se que o assunto é claro, como por exemplo “Follow up da Conferência XYZ” para que não assumam que está a enviar spam. E, provavelmente, conheceram imensas pessoas no evento, por isso inclua dicas subtis que lhe avivem a memória, como “Foi ótimo ter tido a oportunidade de falar consigo sobre a SLA, a organização da qual sou cofundadora, e que apoia mulheres empresárias africanas.” Não seja agressivo se não responderem. Todos temos uma vida ocupada, por isso seja persistente, mas com respeito.”

Siga She Leads Africa aqui.


É Assessor Oriflame? 
Visite a Academia Oriflame e junte-se a uma das nossas formações de negócio aqui.




Texto: Fotografia: Lakin Ogunbanwo