Mãe e Empresária: 4 dicas para gerir o negócio e a família

Quer tenha iniciado o seu negócio para expressar a sua paixão, ganhar dinheiro ou deixar um legado, a experiência de ter a sua própria empresa – bem como uma família – pode ser incrivelmente gratificante, mas também um grande desafio. Então, como é que as mulheres bem-sucedidas conseguem um equilíbrio? Malti Bhojwani, Autora, Coach e Mediadora diz: “Tudo começa com a mudança da nossa mentalidade e consciencialização do nosso valor.”

1. Liberte-se do Sentimento de Culpa. "Vivemos num mundo em que as expetativas para as mulheres são muito altas, sendo que a sua maioria são auto-impostas devido à forma como fomos educados, às nossas crenças e valores enraizados. No trabalho, é consumida pelo sentimento de culpa se não verifica o telemóvel e responde imediatamente aos emails. Por outro lado, é uma má "mulher" (esposa, mãe, namorada, nora) se não organiza as refeições, faz planos com os amigos e mantém os seus compromissos familiares. 
 
De onde vêm todas estas expetativas irrealistas? Decidimos assumir mais responsabilidades e realizar mais desejos do que os nossos antepassados, mas não estamos dispostos a mudar algumas das velhas crenças. Não é possível. Alguma coisa terá de ficar para trás.
O desafio é real e acredito que não há soluções fáceis, salvo respirar, descontrair um pouco e encontrar o seu próprio ritmo. Redefina o significado do sucesso e reavalie o tipo de educação que quer dar aos seus filhos. Não existem respostas certas ou erradas. Seja honesta consigo própria quanto ao objetivo por detrás das suas decisões. Serão válidos ou continua a agir de acordo com as suas velhas crenças?

2. Controle a sua agenda. A maternidade, como a vida, necessita de ser reavaliada de tempos a tempo. O que no passado costumava funcionar para si, pode não funcionar agora. Se se sente infeliz no seu dia a dia, talvez seja necessário fazer mudanças. Pode acontecer que esteja a subir na sua carreira, mas sente que está desligada do sítio onde realmente está o seu coração. ou pode acontecer o oposto. Talvez esteja a cuidar da sua família, mas os seus sonhos têm sido postos de parte há demasiado tempo?

 Pense bem nas escolhas que faz a cada hora e faça-as em consciência, sem sentimentos de culpa.

 "Quando se compara a outros, está a comparar o que está no seu interior ao exterior de outra pessoa..."

3. Pare de se comparar a outras mulheres. "Quando se compara a outras mulheres, está a comparar o que está no seu interior ao exterior de outra pessoa. Não leva a lado nenhum. É fácil olhar para outras mulheres que parecem ter mais sucesso, são mais magra, melhores mães e esposas. Comparar a sua vida à vida de outra pessoa só a fará sentir-se insatisfeita e incompetente. É simples, não o faça."

4. Sinta-se bem com as suas escolhas. "Aceite que cada escolha que faz tem consequências. Cada "Sim" a algo é um "Não" a outro. Pense bem na marca que quer deixar. Esta é uma das melhores formas que conheço de decidir como fazer as escolhas difíceis do dia a dia. Dê o seu melhor com base nos seus recursos e nos seus desejos. Então, quando tomar as grandes decisões e fizer as escolhas do dia a dia, sinta-se bem com elas, sabendo que está sempre a dar o seu melhor."

 É Assessor Oriflame? Visite a Academia Oriflame e junte-se a uma das nossas formações do negócio.

Autoria: Sophia Marinho de Lemos


Texto: Fotografia: Oriflame